Facebook Twitter E-mail RSS
Yine rastladigim cok guzel bi porno izleme sitesi var.Ben rast gele girdim şu sex izle sitesine,reklamsiz temiz ücretsiz videoları izleyebilecegim bi site resmen. Sonra aradigim en iyi sert sikiştürk film videolarin bulundukları bir site.

Próximos eventos

Novembro 2013

09/11 - Amigo Bicho - Parque Barigui

09/11 - Dr. Alpha - Condomínio Alphaville Graciosa

29/11 - 30/11 - IV Conferência de Medicina Veterinária do Coletivo

Destaques

III CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO COLETIVO
CONFIRA O FOLDER DO EVENTO!

Downloads

Livro 1

Livro 2

Lista de Links

Translation

Administração

Relatório Enec 2012 – CONTROLE DE ZOONOSES E EDUCAÇÃO EM GUARDA RESPONSÁVEL EM CURITIBA E REGIÃO METROPOLITANA

Categoria: CCZ

CONTROLE DE ZOONOSES E EDUCAÇÃO EM GUARDA RESPONSÁVEL EM CURITIBA E REGIÃO METROPOLITANA


Nome do Coordenador: Simone Tostes de Oliveira Stedile
Setor do Coordenador: Setor de Ciências Agrárias
Departamento do Coordenador: Medicina Veterinária
Nome do Vice-Coordenador: Alexander Welker Biondo
Alunos Bolsistas: Amanda Becker, Ana Carolina Yamakawa, Daniela Petranski, Helena Baggio Soares, Lucas Galdioli, Michelle Letícia Macan, Suzana Maria Rocha, Thais Luiza da Silva.
Alunos Voluntários: Ana Bianca Gusso, Ana Carolina Daemme, Ana Cláudia Ribeiro, Dorie Fernanda de Moraes Zatton, Erick Zanello Milleo, Giovanna Simonetti, Letícia Thaís Santos, Lucas Lubasinski, Mariana Mika Fujimura, Patrícia Ramos de Vargas, Rafaela Furioso Ferreira.
Docentes Participantes: Antonio Waldir Cunha da Silva, Ivan Roque de Barros Filho, Carla Forte Maiolino Molento, Renato Silva de Souza, Simone Domit Guerios.
Técnicos Participantes: Carlos Fernandes da Silva, Dorly Bento de Andrade, Rogerio Ribeiro Robes.
Participantes Externos: Cristiane da Conceição de Barros, Dariane Catapan, Gilda Maria Siqueira Tebet
Área Temática: Saúde Palavras-chave: zoonoses, animais, cães, gatos.

Durante o ano de 2012, os integrantes do Projeto de Controle de Zoonoses e Educação em Guarda Responsável em Curitiba e Região Metropolitana, da Universidade Federal do Paraná, realizaram diversas atividades de assistência à população, o que trouxe aos alunos a vivência da interação com a comunidade e oportunidade de realizar procedimentos com os animais atendidos. Em quatro eventos promovidos pelo projeto em parceria com o Programa de Controle Ético da População Canina e Felina de São José dos Pinhais, atendeu-se a 335 cães e gatos, realizando-se um total de 224 vacinas antirrábicas e de 200 vacinas múltiplas, vermifugação de 106 animais, aplicação de anti-pulgas em 35 e avaliou-se 293 animais para castrações, dos quais 50 não fizeram a consulta de retorno por motivos diversos. Vários trabalhos já foram realizados junto ao programa supracitado durante os últimos três anos, onde as opiniões dos discentes integrantes foram decisórias para promover a tomada de ações, o que propiciou a aplicação de conceitos técnicos que os alunos aprendem na universidade e beneficiam pessoas em uma situação real, promovendo a ampliação do contato entre os acadêmicos e a sociedade. Ações de microchipagem, censos caninos e felinos, palestras e concursos culturais, como o Veterinário Mirim, auxiliaram a disseminação de noções sobre zoonoses e guarda responsável em outros três municípios: Pinhais, Curitiba e Lapa, onde os universitários receberam o feedback da população em relação às atividades realizadas. Os professores das escolas em que se realizou o Veterinário Mirim discutiram e compartilharam algumas técnicas didáticas para difundir de forma mais contundente o conhecimento às crianças, que por sua vez serão os principais multiplicadores do conhecimento adquirido a seus familiares e amigos, propiciando um efeito em cascata de disseminação de informações, o que influencia a forma de pensar de pessoas de diferentes idades através de um efeito emergente. Foram produzidos 32 relatórios técnicos e trabalhos acadêmicos através das diversas ações, o que proporcionou aos acadêmicos a oportunidade de redigir trabalhos que têm valia à população e que ao mesmo tempo ampliam suas capacidades, sendo mutuamente benéfico às partes envolvidas. Em conclusão, o projeto promoveu a interação dos acadêmicos com a sociedade, proporcionando uma noção maior aos acadêmicos em relação aos problemas reais existentes e assim aumentando as possibilidades de pesquisas e projetos que possam impactar positivamente à população.


PROVA do Projeto de Extensão Controle de Zoonoses e Educação em Guarda Responsável em Curitiba e Região Metropolitana

Categoria: CCZ

Olá pessoal que irá realizar a prova para pleitear a bolsa.

Tive problemas em colocar as publicações no formato pdf e doc no site. Deixei os documentos que não postei aqui como postagens no grupo do facebook https://www.facebook.com/groups/239198649510720/

quem preferir pode enviar um e-mail solicitando que envie os arquivos diretamente! O endereço de e-mail do site zoonoses é ufpr.zoonoses@gmail.com

Espero que todos consigam ver os avisos antes da prova! Além dos arquivos que postei há necessidade de se estudar o livro de ouro!

A prova será realizada dia 27/05, terça feira, às 17:30!

Boa Sorte a todos!!


Relatórios do Projeto CCZ 2013 – ANÁLISE DOS CADASTROS EXCLUIDOS DO PROGRAMA DE CONTROLE POPULACIONAL DE CÃES E GATOS DE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS – PR

Categoria: CCZ
Aluno de Iniciação Científica: Suzana Maria Rocha (UFPR – Extensão) Orientador: Simone Tostes de Oliveira Stedile Co-Orientador: Alexander Welker Biondo Colaboradores: Dariane Cristina Catapan, Graziela Ribeiro da Cunha, Maysa Pellizzaro
Departamento: Medicina Veterinária Setor: Ciências Agrárias Palavras-chave: cadastros excluídos, controle populacional, esterilização cirúrgica
Área de Conhecimento: 40602001 – SAÚDE PÚBLICA
Em vários países do mundo, incluindo o Brasil, o número de cães e gatos nas ruas é um problema de saúde pública que precisa ser solucionado adequadamente. Em 2010, o município de São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba-PR, criou o Programa Municipal de Controle Ético da População Canina e Felina, com o objetivo de promover o controle da população de animais na cidade através de esterilizações cirúrgicas, e também trabalhando os conceitos de guarda responsável e a prevenção de zoonoses. Para participar do programa é preciso cumprir alguns requisitos como residir na cidade, comparecer a palestra educativa, levar o animal para a avaliação física pré-cirúrgica e para realização da cirurgia nos dias marcados, sendo que o não cumprimento de alguma dessas etapas tem como consequência a exclusão do cadastro. Buscando avaliar a deficiência do programa, foram analisadas fichas de 598 proprietários (1871 animais) que realizaram o cadastro entre setembro de 2010 e abril de 2013, mas que foram excluídos posteriormente, e buscou-se determinar os motivos de sua exclusão. Após a análise dos dados, observou-se que a exclusão de 939/1871 (50,2%) dos cadastros foi por consequência do não cumprimento de alguma etapa do programa e 932/1871 (49,8%) por outros motivos. Entre os que foram excluídos por não cumprir algum requisito do programa, 59% (554/939) não estavam presentes na palestra; 228/939 (24,3%) faltaram na avaliação física e 157/939 (16,7%) não compareceram no dia da castração. Outros motivos da exclusão foram impossibilidade de contato com o proprietário para agendamento das etapas em 235/932 (25,2%); desistências em 200/932 (21,4%); opção do proprietário por realizar a cirurgia por serviços particulares em 138/932 (14,8%) devido, principalmente, à longa espera entre o cadastro e a castração (média de espera de 7,2 meses entre os já castrados) e motivos diversos como o animal estar doente, ser idoso, ter fugido ou ter sido doado em 359/932 (38,6%). Observando os resultados obtidos com esse estudo, podemos concluir que o principal motivo para a exclusão de cadastros é a falta de comprometimento dos proprietários em cumprir os passos do programa, prejudicando o objetivo da cidade em controlar a superpopulação de animais. Dessa maneira faz-se necessário trabalhar a aceitação da população às condições do programa, através de meios mais acessíveis como a mídia, e também reduzindo o tempo de espera para a castração, visando diminuir o número de cadastros excluídos e buscando melhorar a eficiência do programa em atingir suas metas.

Relatórios do Projeto CCZ 2013 – ESTIMATIVA POPULACIONAL DE CÃES E GATOS NO MUNICÍPIO DA LAPA – PR

Categoria: CCZ
COLABORADORES: Ida Maria Feltrin, Lucas Lubasinski Daniel, Suzana Maria Rocha
COORDENADOR: Simone Tostes de Oliveira Stedile
ALUNA: Letícia Thais dos Santos
PROJETO: Controle de Zoonoses e Educação em Guarda Responsável em Curitiba e Região Metropolitana
RESUMO
A Lapa é um município da região metropolitana de Curitiba, com um total de 44.932 habitantes. Devido ao número elevado de cães e gatos errantes e às poucas ferramentas de controle no município a respeito desta população, verificou-se a necessidade da realização de uma estimativa numérica de cães e gatos, para posterior realização de Programas de Controle Populacional destas espécies. Para que a amostra da população fosse representativa, era necessária a aplicação de 296 questionários, entretanto, para garantir a correta representação estatística, foram aplicados 309, em Agosto de 2012, nos domicílios escolhidos aleatoriamente dos bairros Jardim Esplanada, Jardim Montreal, Cohapar I e Vila São Lucas. Os dados obtidos através dos questionários foram tabulados no programa Microsoft Excel® e analisados no Epi Info®, gerando os seguintes resultados: O número de animais encontrados foi de 598 cães e 59 gatos, distribuídos em 266 e 44 residências, respectivamente. Do total desta população, 76% possui cão de companhia, sendo que 52% destes animais são machos e 2,9% deles são castrados. Entre as fêmeas, que representam 48% da população canina,
o índice de castração é de 5%. Dos animais, 9% são gatos, sendo 57,6% machos e 42,4% fêmeas, sendo que nenhum animal, de ambos os sexos, é castrado. A proporção encontrada na região é de 1:22 gato:homem e de 1:2,17 cão:homem. Desta forma, observa-se mais que o triplo da relação cão:homem recomendada pela Organização Mundial da Saúde, que é de 1:10 a 1:7. O município em questão apresentou o maior índice cão:humano, comparado a outras cidades da região metropolitana de Curitiba, como Almirante Tamandaré – PR (Braga et al., 2011) com 1:2,83, e Piraquara- PR (Branco et al., 2007) com 1:2,3. Dos entrevistados, 53,7% demonstraram ter consciência de sua responsabilidade sobre o controle populacional de cães de rua e 97,4% são a favor do mesmo. Citaram, ainda, a guarda responsável (24,9%) e a carrocinha (21,4%) como as principais formas de intervenção. A castração e a adoção de cães e gatos foram mencionadas por 15,5% e 12,3% das pessoas, respectivamente, como meios de amenizar o número de animais de rua. Em relação à castração, 67% dos indivíduos são a favor, mas apenas 39,5% desejariam castrar seu (s) animal (is). Desta forma, a partir destes parâmetros, é possível observar a necessidade da implantação de Programas de Controle da População Canina e Felina que atuem continuamente, com o objetivo principal de conscientizar a população com relação à guarda responsável.

Relatórios do Projeto CCZ 2013 – ÍNDICE DE PARTICIPAÇÃO NO PROGRAMA MUNICIPAL DE CONTROLE ÉTICO DA POPULAÇÃO CANINA E FELINA DOS BAIRROS DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS

Categoria: CCZ
Aluno de Iniciação Científica: Daniela Petranski (Bolsista permanência)
Curso: Medicina Veterinária – Curitiba (MT)
Orientador: Simone Tostes Oliveira Stedile
Co-Orientador: Alexander Welker Biondo
Colaborador: Dariane Cristina Catapan, Esther Dias da Costa, Maysa Pellizzaro
Departamento: Medicina Veterinária
Setor: Setor de Ciências Agrárias
Área de Conhecimento: 40602001
RESUMO
Em regiões onde o excesso de animais nas ruas tem gerado problemas, como zoonoses, mordeduras e acidentes automobilísticos, tornam-se necessárias ações de manejo ou controle populacional. O município de São José dos Pinhais, localizado na região metropolitana de Curitiba, criou o Programa Municipal de Controle Ético da População Canina e Felina em 2010, que tem por objetivo conscientizar e educar a população sobre temas como Guarda responsável, bem-estar animal e Zoonoses, promovendo atitudes de respeito aos animais. Dentre as ações o projeto conta com a realização de cadastros de animais, vacinação, controle de ecto e endoparasitas, além do procedimento cirúrgico de castração. Sendo assim, este estudo teve por objetivo analisar o número de participações por bairros, a partir de cadastros realizados no período de Setembro de 2010 a Abril de 2013. Neste período foram inscritos 4734 animais de 2682 pessoas participantes, estes números correspondem a diferentes comunidades da região, abrangendo 33 dos 35 bairros do município. As regiões com maior proporção na participação, relacionado com a densidade populacional,foram: Barro Preto com 6,20% (Participação = 42/Dens. Popul. = 677); Colônia Rio Grande com 4,21% (P = 110/ D.p.= 2610) e Afonso Pena com 7,53 % (P = 202/ D.p.= 10119). E as regiões com menor participação foram: Parque da Fonte com 0,04% (P = 9/ D.p = 21849), Cristal com 0,06% (P = 2/ D.p = 3363) e Campina do Taquaral com 0,31% (P= 3/ D.p. = 973). Os resultados demonstram que existe uma distribuição de atendimentos, nos diferentes bairros, que não é proporcional a densidade populacional de cada um. Sendo assim há necessidade de mais estudos para identificar áreas mais vulneráveis aos problemas relacionados com o número de animais nas ruas, com objetivo de redirecionar ou intensificar as ações, de acordo com a capacidade do programa.
Palavras-chave: Zoonoses, Guarda Responsável, Bem-Estar Animal